Você está tão mudado!

Disciplina: Arte – Educação Artística
Ciclo: Ensino Fundamental – 5ª a 9ª
Assunto: Jogos de percepção/observação
Tipo: Metodologias

Ao propor essa atividade o que se pretende é aguçar nos alunos a capacidade de observar o cotidiano, para ampliar o diálogo com a realidade, e oferecer oportunidades para que os participantes conheçam melhor a si mesmos e aos outros.

Procedimento

Divida os participantes em duas grandes colunas, uns de frente para os outros.
Solicite que os jogadores observem atentamente o parceiro que se encontra a sua frente. · Peça que uma das colunas se retire da sala por algum tempo e oriente os jogadores que ficaram na sala para que mudem alguns detalhes em si. Podem, por exemplo, dobrar a manga da blusa ou a camiseta, trocar de relógio com outra pessoa, tirar ou colocar para dentro a blusa ou a camiseta etc.
Feitas as mudanças, o grupo que saiu retorna à sala e, a uma ordem do coordenador, cada participante, sem falar nada, observa o companheiro à frente tentando perceber as mudanças ocorridas.
Dê um rápido tempo para a observação e solicite àqueles que saíram que fiquem de costas para os companheiros.
Indague, de um por um, as mudanças percebidas. Muitos jogadores não conseguirão dizer nada, tendo em vista que não haviam observado seus parceiros; outros falarão de mudanças não ocorridas; outros, ainda, poderão fazer referência a detalhes de dias anteriores.
Dando seqüência ao jogo, sai o grupo que havia permanecido. Para os que ficaram, o professor solicita que nada seja modificado ou para que um mesmo e idêntico detalhe seja alterado por todos.

De forma divertida, essa atividade pode criar em sala de aula um ambiente bastante propício à discussão e ampliação da capacidade de observação de cada um dos participantes.

Fonte:
A Arte é de Todos: Artes da Representação, publicação elaborada pelo CENPEC.

Edição: Equipe EducaRede

(CC BY-NC Acervo Educarede Brasil)

Torce-torce

Disciplina: Arte – Educação Artística
Ciclo: Ensino Fundamental – 5ª a 9ª
Assunto: Jogo de integração
Tipo: Metodologias

Objetivo
Marcar a identidade dos participantes; fazer com que cada um se sinta parte do grupo e em pé de igualdade com todos.

Atenção
Este jogo deve ser realizado com todos os integrantes. Evite a divisão em mais de 2 subgrupos e a presença de espectadores.

Atividade

Forme uma roda com todos os integrantes de mãos dadas e diga que não podem soltá-las enquanto durar o jogo.
Peça a um dos participantes para soltar uma de suas mãos e conduzir os companheiros, passando por sob as mãos dos demais.
Quando o grupo estiver “embolado” e não for mais possível continuar, outro participante, com a mão solta, deverá, sem que os outros percam o vínculo das mãos, “libertá-los” da confusão.

Dica
O modo mais fácil de soltar os “nós” formados durante o jogo é fazer com que o jogador, com as mãos em posição diferente da inicial, dê uma volta sobre seu próprio corpo, fazendo com que todos aqueles que estiverem a sua esquerda ou a sua direita passem por sob seu braço na mesma direção em que ele se virará.

Fonte:
A Arte é de Todos: Artes da Representação, publicação elaborada pelo CENPEC.

(CC BY-NC Acervo Educarede Brasil)