Vida no Jardim: plantas e animais

Disciplina: Ciências
Ciclo: Ensino Fundamental – 1ª a 4ª
Assunto: Seres vivos: plantas e animais, ciclo, equilíbrio, adaptação, vida
Tipo: Metodologias

O livro “Vida no Jardim” envolve animais e plantas que vivem ou freqüentam os jardins dos centros urbanos como praças, parques, casas, condomínios.

O texto enfoca uma visita a um desses espaços da cidade, contando como vivem alguns animais e plantas, o que comem, que relações estabelecem com os outros seres vivos e algumas das adaptações que fazem para sobreviver nesse ambiente. Em cada página há atividades lúdicas, estimulando os alunos a procurarem animais escondidos, verificarem a quantidade de alguns e reconhecê-los no ambiente ilustrado.

O livro é composto por ilustrações que misturam desenhos e fotos de seres vivos, retratando de forma atraente e dinâmica o ambiente real. O texto aborda conceitos e conteúdos de forma não sistematizada. Convida as crianças a observarem os jardins, identificando o que conhecem e o que não é percebido: cadeias e teias alimentares, relação presa–predador, equilíbrio e desequilíbrio ambiental, comportamento animal, ciclo de vida, adaptações dos seres ao ambiente. Além disso, permite abordar a intervenção de agentes externos ao ambiente com atitudes destruidoras, tais como a utilização de inseticidas, a eliminação de plantas, entre outros. Há atividades complementares ao final do texto e encarte de orientação aos professores.

Antes da leitura é recomendável que os alunos manipulem o livro livremente, ressaltando suas características: ilustrações, formato, número de páginas, dados sobre o escritor e o ilustrador. O professor pode pedir às crianças para identificar o que é desenho ou foto, animais ou plantas conhecidas ou desconhecidas.

A leitura propriamente dita deve ser feita pelo professor, por partes, possibilitando comentários, explicações ou fatos pertinentes.

Após a leitura ou conforme o momento da leitura, é possível desenvolver atividades de aprofundamento, tais como:

Visita a um jardim

  • Incentivar os alunos a identificarem, nos locais das observações, plantas e animais que estejam no livro é uma ótima atividade de observação. O professor divide a classe em grupos e seleciona o que eles vão observar. Que características estão na foto, ou desenho, que garantem que aquela planta é a mesma que está no jardim? Qual o nome dado pelos cientistas a esse bicho que aqui a gente chama de ….?
  • Após a visita, o professor organiza coletivamente as informações e cada grupo elabora um texto com desenhos ou fotos. Outros locais podem ser estudados: as proximidades da escola, a própria escola, a rua etc., dependendo da região.

Escrita de texto

  • Com base na leitura, os alunos podem fazer um relato do que observaram. “Vimos que na praça existem tais e tais plantas, um tipo de bicho que parece um grilo e que não vimos no livro…” e assim por diante. Os textos podem ser expostos no mural da classe ou organizados em pequenos livros.

Exposição de desenhos de observação dos animais e plantas

  • Solicite aos alunos que, em grupos, observem e desenhem animais e plantas e, depois, montem uma exposição. Junto à amostra deverá constar um pequeno relato das características e modo de vida do animal ou planta.

Observação:

  • Para trabalhar cadeia e teias alimentares utilize o vídeo Ciências – Ecologia e Meio Ambiente – Volume 6: Os Seres Vivos – SBJ Produções – Rua Campevas, 313 – cj. 12 – Perdizes – São Paulo – SP – CEP 05016-010.

Texto Original: Vera Lúcia Moreira

Edição: Equipe EducaRede

(CC BY-NC Acervo Educarede Brasil)

Vida na cidade

Disciplina: Ciências
Ciclo: Ensino Fundamental – 5ª a 9ª
Assunto: Urbanização, equilíbrio ambiental, qualidade de vida, saúde, cadeias alimentares
Tipo: Texto

O livro “Vida na Cidade”, de Mônica Jakievicius, narra um passeio pela cidade de São Paulo. O personagem central é um sabiá-laranjeira, que conta tudo o que vê na cidade, fazendo piadas, tecendo comentários e ressaltando informações.

Apesar de apresentar algumas características de um personagem literário, o texto é informativo e introduz conceitos que podem ser explorados e aprofundados pelo professor de forma didática e sistematizada.

O livro aborda conceitos referentes aos animais e vegetais que compõem a fauna e a flora dos centros urbanos, possibilitando ao aluno estabelecer relações de equilíbrio, adaptação, ciclo, vida, interação e transformação nesses ambientes.

A leitura do livro pode ser feita pelo professor em sala de aula ou pelos próprios alunos, individualmente ou em grupos. É importante, na medida do possível, levantar hipóteses com os alunos, confirmá-las ou não, comentar ou explicar questões importantes do texto. As atividades complementares podem aprofundar cada assunto apresentado.

Sugestões:

  • Analisar as ilustrações (o livro traz desenhos e fotos que se misturam).
  • Confeccionar painéis com desenho e colagem sobre cadeias alimentares. (Clique aqui e veja um exemplo)
  • Dramatizar o texto, dividindo a classe em grupos que abordarão cada qual um assunto, criando um diálogo com o sabiá-laranjeira.
  • Realizar passeios onde os alunos possam observar animais e vegetais do ambiente.
  • Pesquisar e selecionar em jornais, revistas, textos e notícias informações sobre o ambiente da cidade, organizando uma hemeroteca.
  • Desenvolver campanhas, tais como “Combate ao Desperdício”, difundindo a necessidade de economizar água e papel, ou “Reciclagem do Lixo”, recolhendo papel, vidro e latas de alumínio para vender em postos de reciclagem. As campanhas podem ser iniciadas em classe, tornando-se, posteriormente, parte do projeto geral da escola.

Os fechamentos ou sistematizações podem ser feitos à medida que determinado assunto for trabalhado: qualidade de vida, equilíbrio e desequilíbrio ambiental, cadeia alimentar etc.

Referência bibliográfica:
JAKIEVICIUS, Mônica. Vida na Cidade. São Paulo: DCL Difusão Cultural do Livro, 1999.

(CC BY-NC Acervo Educarede Brasil)

A música em sala de aula

A música em sala de aula

Disciplina:

Geografia

Ciclo: Ensino Fundamental – 5ª a 9ª
Assunto: Urbanização, cidades
Tipo: Metodologias

A riqueza do cancioneiro popular brasileiro possibilita ao professor e alunos analisarem a nossa realidade de modo cada vez mais interessante, vivo e crítico. Isso porque a música pode ser eficiente quando o objetivo é sensibilizar os alunos para a discussão de temas importantes, que ajudam a formular conceitos e estimulam a curiosidade.

Delimitado o tema a ser tratado em sala de aula, é interessante que o professor procure músicas que possam agradar aos alunos e trazer conteúdos que contribuam para a análise crítica do mundo, do país e do local em que vivem.

Para se trabalhar, por exemplo, com o tema urbanização/cidades, um caminho possível nessa perspectiva de trabalho é recorrer a duas conhecidas músicas: Sampa, de Caetano Veloso, e A Cidade, de Chico Science e Nação Zumbi.

Procedimento:

  • A classe ouve a música, acompanhando a letra.
  • Professor e alunos analisam e interpretam a letra.
  • Todos ouvem pela segunda vez a música, se possível cantando juntos.
  • Em seguida, o professor pode formular a seguinte questão: “Que imagens traduziriam visualmente o assunto tratado nessa música?”Depois disso, o professor propõe aos alunos a localização de fotos, slides, gravuras, cartões postais que tenham alguma relação com essas músicas. Se houver condição, é interessante que eles fotografem o bairro e/ou a cidade.

    No dia marcado para a apresentação do material coletado ou produzido, os alunos podem elaborar painéis, cartazes, ou projetar as imagens pesquisadas ao som da música escolhida. Os alunos também podem acrescentar ao material breves comentários sobre a importância do trabalho por eles realizado.

    Referências:

    ALVES, Alfredo et alii. Como fazer um audiovisual. Petrópolis: Vozes/IBASE, 1987 (Coleção Fazer).

    GIACOMANTONIO, Marcelo. O ensino através dos audiovisuais. São Paulo: Summus, Edusp, 1981.

    Texto original: Regina Inês Villas-Boas Estima
    Edição: Equipe EducaRede

(CC BY-NC Acervo Educarede Brasil)
20/03/2003