Vida no Jardim: plantas e animais

Disciplina: Ciências
Ciclo: Ensino Fundamental – 1ª a 4ª
Assunto: Seres vivos: plantas e animais, ciclo, equilíbrio, adaptação, vida
Tipo: Metodologias

O livro “Vida no Jardim” envolve animais e plantas que vivem ou freqüentam os jardins dos centros urbanos como praças, parques, casas, condomínios.

O texto enfoca uma visita a um desses espaços da cidade, contando como vivem alguns animais e plantas, o que comem, que relações estabelecem com os outros seres vivos e algumas das adaptações que fazem para sobreviver nesse ambiente. Em cada página há atividades lúdicas, estimulando os alunos a procurarem animais escondidos, verificarem a quantidade de alguns e reconhecê-los no ambiente ilustrado.

O livro é composto por ilustrações que misturam desenhos e fotos de seres vivos, retratando de forma atraente e dinâmica o ambiente real. O texto aborda conceitos e conteúdos de forma não sistematizada. Convida as crianças a observarem os jardins, identificando o que conhecem e o que não é percebido: cadeias e teias alimentares, relação presa–predador, equilíbrio e desequilíbrio ambiental, comportamento animal, ciclo de vida, adaptações dos seres ao ambiente. Além disso, permite abordar a intervenção de agentes externos ao ambiente com atitudes destruidoras, tais como a utilização de inseticidas, a eliminação de plantas, entre outros. Há atividades complementares ao final do texto e encarte de orientação aos professores.

Antes da leitura é recomendável que os alunos manipulem o livro livremente, ressaltando suas características: ilustrações, formato, número de páginas, dados sobre o escritor e o ilustrador. O professor pode pedir às crianças para identificar o que é desenho ou foto, animais ou plantas conhecidas ou desconhecidas.

A leitura propriamente dita deve ser feita pelo professor, por partes, possibilitando comentários, explicações ou fatos pertinentes.

Após a leitura ou conforme o momento da leitura, é possível desenvolver atividades de aprofundamento, tais como:

Visita a um jardim

  • Incentivar os alunos a identificarem, nos locais das observações, plantas e animais que estejam no livro é uma ótima atividade de observação. O professor divide a classe em grupos e seleciona o que eles vão observar. Que características estão na foto, ou desenho, que garantem que aquela planta é a mesma que está no jardim? Qual o nome dado pelos cientistas a esse bicho que aqui a gente chama de ….?
  • Após a visita, o professor organiza coletivamente as informações e cada grupo elabora um texto com desenhos ou fotos. Outros locais podem ser estudados: as proximidades da escola, a própria escola, a rua etc., dependendo da região.

Escrita de texto

  • Com base na leitura, os alunos podem fazer um relato do que observaram. “Vimos que na praça existem tais e tais plantas, um tipo de bicho que parece um grilo e que não vimos no livro…” e assim por diante. Os textos podem ser expostos no mural da classe ou organizados em pequenos livros.

Exposição de desenhos de observação dos animais e plantas

  • Solicite aos alunos que, em grupos, observem e desenhem animais e plantas e, depois, montem uma exposição. Junto à amostra deverá constar um pequeno relato das características e modo de vida do animal ou planta.

Observação:

  • Para trabalhar cadeia e teias alimentares utilize o vídeo Ciências – Ecologia e Meio Ambiente – Volume 6: Os Seres Vivos – SBJ Produções – Rua Campevas, 313 – cj. 12 – Perdizes – São Paulo – SP – CEP 05016-010.

Texto Original: Vera Lúcia Moreira

Edição: Equipe EducaRede

(CC BY-NC Acervo Educarede Brasil)

Banco de dados de seres vivos

Disciplina: Ciências
Ciclo: Ensino Fundamental – 5ª a 9ª
Assunto: Diversidade de seres vivos
Tipo: Informática

A aprendizagem de diferentes características dos seres vivos pode ser muito interessante e significativa se desenvolvida por meio de observação, coleta, organização e classificação de pequenos seres vivos encontrados em qualquer jardim. Melhor ainda se esses dados puderem ser organizados em um banco de dados.

A atividade pode ser iniciada com uma incursão por um jardim para coleta de diferentes seres vivos. Em seguida, os alunos vão organizá-los e separá-los segundo uma lista de características previamente elaborada pelo professor:

  • Se o animal tem asas e quantas.
  • Se tem patas e quantas.
  • Se o corpo tem revestimento.
  • Em quantas partes o corpo é dividido.O passo seguinte é montar um banco de dados com os campos da lista, introduzindo as características observadas nos seres vivos coletados.Exemplo:

Animal

Tem asa?

No. de asas

Tem patas?

No. de patas

Corpo com revesti-mento?

Em quantas partes o corpo é dividido?

Formiga

Não

0

Sim

6

Sim

3

Aranha

Não

0

Sim

8

Sim

2

Minhoca

Não

0

Não

0

Não

1

Borboleta

Sim

2

Sim

6

Sim

3

A lista com as características a serem observadas pode ser mais sofisticada e completa, dependendo do objetivo do professor. É importante lembrar que, quanto maior for o número de características, mais dinâmico será o trabalho.

Após a introdução dos dados na planilha, o professor pode propor questões para os alunos responderem em grupo, consultando os dados armazenados, tais como:

  • Que animal tem o corpo com revestimento, possui três pares de patas e o corpo dividido em três partes?
  • Que animal não possui asas nem patas e tem o corpo dividido em apenas uma parte?
  • Que animal possui três pares de patas e duas asas?A partir daí, o professor pode fazer generalizações que permitam classificar os grupos de animais, imprimir a planilha de cada grupo e criar outras questões.Texto original: Mariza Mendes
    Edição: Equipe EducaRede

(CC BY-NC Acervo Educarede Brasil)

Semelhanças e Diferenças

Disciplina: Biologia
Ciclo: Ensino Médio
Assunto: Biologia geral, evolução, zoologia
Tipo: Materiais didáticos

Objetivo:  Sistematizar o conhecimento sobre os animais de modo que o aluno possa identificar padrões no mundo natural; propor hipóteses filogenéticas; associar o surgimento de características morfo-funcionais com a história evolutiva do grupo.

Clique aqui e conheça o conteúdo

Texto Original: Rived

(CC BY-NC Acervo Educarede Brasil)

Níveis de Tolerância

Disciplina: Biologia
Ciclo: Ensino Médio
Assunto: Biologia geral, população, seres vivos, zoologia
Tipo: Materiais didáticos

Objetivo:  Interpretar com base na exploração de dados e representação gráfica a situação ideal de duas variáveis ambientais para a manutenção de uma comunidade aquática.

Pré-Requisito: O aluno deve saber o que é uma comunidade e quais os fatores que agem sobre ela.

Observações: Nessa atividade, é importante que os alunos compreendam o que é limite de tolerância aos fatores ambientais e que ele é diferente para cada espécie. A presença das espécies em um ambiente é determinada, em grande parte, por suas características ambientais.

Autoria: Miguel Thompson, Rodrigo Venturoso, Anna Christina de Azevedo Nascimento, Wellington Moura Maciel, Diogo Pontual, Juliana Rangel, Silvana Nietske, Danilson de Carvalho – SEED/MEC

Clique aqui e conheça o conteúdo

Texto Original: Rived

(CC BY-NC Acervo Educarede Brasil)

Não me sinto bem!

Disciplina: Biologia
Ciclo: Ensino Médio
Assunto: Anatomia, biologia geral, seres vivos, zoologia
Tipo: Materiais didáticos

Objetivo:  Reconhecer que determinados comportamentos favorecem ou dificultam o aparecimento de doenças causadas por microorganismos; Estabelecer relações entre parte e todo de um fenômeno ou processo biológico; Formular questões, diagnósticos e propor soluções para problemas apresentados, utilizando elementos da Biologia; Julgar ações de intervenção, identificando aquelas que visam à preservação e à implementação da saúde individual, coletiva e do ambiente.

Pré-Requisito: Noções sobre parasitismo

Observações: O importante da atividade é que os alunos avaliem suas atitudes em relação à sua saúde e à saúde coletiva.

Autoria: Miguel Thompson, Rodrigo Venturoso, Anna Christina de Azevedo Nascimento, Wellington Moura Maciel, Diogo Pontual, Juliana Rangel, Silvana Nietske, Danilson de Carvalho – SEED/MEC

Clique aqui e conheça o conteúdo

Texto Original: Rived

(CC BY-NC Acervo Educarede Brasil)

Biogeografia

Disciplina: Biologia
Ciclo: Ensino Médio
Assunto: Zoologia, diversidade de animais, biogeografia
Tipo: Metodologias

É comum nos depararmos com dúvidas de alunos a respeito da origem de animais vertebrados, alguns bastante comuns, como onça pintada, chimpanzé, orangotango, muriqui, tatu canastra, lobos, entre outros.

Pensando nisso, uma atividade bastante útil para auxiliar os alunos a relacionarem diferentes animais com seus locais e ambientes de origem é o mapeamento biogeográfico, que pode ser desenvolvido da seguinte maneira:

Parte I
Pesquisa sobre diversidade de animais.

A Internet dispõe de vastíssimo material sobre esse assunto. Para tornar a pesquisa mais rica e ágil, é interessante organizar os alunos em grupos, que poderão ser assim distribuídos:
— Aves do Brasil.
— Aves do mundo.
— Mamíferos do Brasil.
— Mamíferos do mundo.
— Répteis do Brasil.
— Répteis do mundo.
— Anfíbios do Brasil.
— Anfíbios do mundo.

Os grupos devem eleger a espécie de animal a ser pesquisada, ou o professor sorteia se houver coincidência na escolha. É importante estabelecer um número mínimo (15 é um bom número) de animais para cada grupo.

Para cada animal encontrado o grupo deve preencher uma pequena ficha como a que segue:

Nome popular  Nome científico Família, ordem, classe
Origem geográfica  Ambiente
Observações:  Símbolo:

O grupo deve atribuir um símbolo para cada animal pesquisado. O conjunto de símbolos formará uma legenda.

Para colaborar com o trabalho do professor, indicamos alguns sites para a realização da pesquisa aqui proposta:

Gerais:
Zoológico de São Paulo
Animais
— Nativos da mata
— Aves
— Répteis
— Mamíferos

Base de Dados Tropical
Procure por:
— aves;
— mamíferos;
— répteis;
— anfíbios.

Ibama
Fauna
— Conheça alguns animais de nossa fauna
— Lista oficial de animais ameaçados de extinção

Fundacão Jardim Zoológico de Niterói

Mundo dos Animais

Aves:
Site português sobre aves.
Aves on line (site português)
CENTRO DE ESTUDOS ORNITOLÓGICOS
Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves
Site português sobre aves feito para alunos do secundário

Répteis:
Instituto Butantan

Parte II
É importante que a atividade de fazer os mapas – mapa-múndi e mapa do Brasil – seja atribuída aos grupos. Eles devem ter uma divisão por ecossistema ou paisagens naturais (região de florestas, savanas, desertos etc) e conter os diferentes símbolos dos animais catalogados pelo grupo.

Parte III
Caso haja condições e disposição dos alunos, a classe poderá organizar um grande mapa-múndi, compilando as informações dos diferentes grupos. Nesse caso, o mapa será muito grande. Para isso o professor poderá projetar um mapa em uma parede previamente forrada com papel branco e os alunos traçariam os contornos com giz de cera.

Texto original: Paulo Roberto da Cunha
Edição: Equipe EducaRede

(CC BY-NC Acervo Educarede Brasil)