Traduzindo e trocando cartões

Traduzindo e trocando cartões

Disciplina:

Língua Inglesa

Ciclo: Ensino Fundamental – 5ª a 9ª
Assunto: Cartões (cards)
Tipo: Informática

Entender uma mensagem com texto escrito em inglês é motivo de satisfação para os alunos.

Além disso, é importante constatar o auxílio que o dicionário pode oferecer para a tradução dessa mensagem, desenvolvendo o interesse em utilizá-lo cada vez mais.

Uma atividade que pode envolver os alunos em uma tradução alegre e divertida é a troca de cartões na sala de aula.

O professor inicia a atividade dividindo a classe em grupos de cinco ou seis alunos e distribui alguns cartões em inglês, que podem ser obtidos por meio da Internet pelos mecanismos de busca com as palavras-chaves cards ou free cards, aproveitando as diversas oportunidades oferecidas pelo calendário.

Exemplos de cartões: Valentine’s day, St. Patricks’s day, Spring and Easter’s day, Mother’s day, Father’s day, Halloween’s day, Thanksgiving’s day, Christma’s day.

Com o auxílio de dicionários, os alunos fazem as traduções dos cartões recebidos. Depois de concluídas, elas devem ser expostas ao lado dos cartões de forma que todos possam apreciá-las.

Atento ao calendário, o professor pode pedir aos alunos (caso tenham acesso à Internet) que, ainda em grupos, selecionem um cartão para enviar ou entregar (podem imprimir) a outro grupo.

Os grupos remetentes devem selecionar cartões que consigam traduzir, para que possam auxiliar os colegas dos grupos receptores, caso estes tenham alguma dificuldade.

No caso de os alunos não terem acesso à Internet, a seleção e a impressão dos cartões terão de ser feitas pelo professor. Para que os grupos possam participar da escolha, é interessante que recebam mais de um cartão.

Quanto mais cartões receberem, melhor. Isso porque, para escolher os que acham mais interessantes, engraçados ou apropriados, os alunos terão de traduzi-los primeiro, o que vem automaticamente reforçar o objetivo da atividade, que é fazer traduções com motivação e interesse.

O professor deve estar atento às expressões idiomáticas que costumam aparecer nesses textos e que muitas vezes dificultam o entendimento. Sempre que possível, precisa auxiliar os alunos e orientá-los a observar esses aspectos.

Depois da exposição, é interessante também que o professor reserve um tempo para cada aluno poder copiar, desenhar, colorir, socializar e até trocar seus cartões com os colegas. Eles podem ser guardados, multiplicados e remetidos para outros colegas em outras oportunidades.

Esse trabalho de tradução, em clima de cooperação e diversão, aproxima e envolve os alunos, além de deixar claro o valor e as vantagens dos trabalhos em grupo, realizados com participação e responsabilidade.

Texto original: Zelinda Campos Cardoso
Edição: Equipe EducaRede

(CC BY-NC Acervo Educarede Brasil)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *