Professores vencedores participam da Fase Internacional

Concurso EducaRede: vencedores desenvolvem projeto colaborativo internacional


da redação

 

O Concurso EducaRede: Internet e Inovação Pedagógica anunciou seus vencedores no último dia 25 de setembro. A festa foi bonita, os finalistas tiveram fortes emoções e saíram da cerimônia ainda mais estimulados para continuar inovando. Mas ainda não terminou. A fase brasileira premiou 12 professores de vários Estados e quatro deles começaram a trabalhar já no dia seguinte à premiação, rumo à fase internacional do Concurso, também realizado na Espanha, Chile, Colômbia e Argentina. Enquanto preparam as malas para curtirem o prêmio, uma viagem a Madri, Antonia Lucélia dos Santos Mariano (CE), Alair Betti Della Coletta (SP), Gládis Leal dos Santos (SC) e Ingrid Broch (RS) continuam trabalhando. Elas

desenvolvem, de forma cooperativa, um projeto de investigação, com temática curricular, com ganhadores de outros países participantes. A fase internacional também contempla o envolvimento de seis alunos, por professor, na elaboração da proposta que deve ser concluída até 15 de novembro.

Será premiado um projeto por categoria, isto é, uma dupla de trabalho por categoria. As duplas são formadas pelos dois professores (um de cada país) e doze estudantes (seis de cada nação). Os trabalhos compartilhados serão desenvolvidos em blogs avaliados ao final do ano letivo de 2007 para definir os vencedores dessa etapa. O prêmio consiste em uma viagem de estudos com todos os custos pagos, obedecendo a um duplo objetivo: cultural e lúdico. A viagem permitirá o encontro presencial dos dois grupos que desenvolveram o projeto premiado. O restante das duplas participantes da fase internacional receberão um diploma comprovando sua participação.

Critérios de Avaliação

Professores e alunos de cada dupla desenvolvem seus projetos em um blog explicitando um trabalho de investigação que deve consistir em:

  • explicação do processo no blog conjuntamente com os links à informação encontrada;
  • sua ilustração com elementos multimídia que melhorem visualmente o conjunto;
  • a integração de opiniões e pontos de vista que a informação suscitou entre os alunos.

Por isso, os elementos considerados na avaliação serão:

  • Imediatismo
  • Linguagem jornalística

O blog deve ser muito sintético, preferindo o link para a fonte de informação à incorporação desta maneira textual. Um resumo do conteúdo ao que conduz um link inserido é suficiente. A inserção de imagens ajudará a transmitir a mensagem e a assimilar o conteúdo, sem necessidade de muito texto.

  • Envolvimento

Diferentemente de um texto acadêmico, o blog exige a criação de opinião e, no caso de grupo, o contraste de pontos de vista. A expressão de tais pontos de vista diante de um conteúdo linkado a partir do blog será valorizado.

  • Participação

A interação entre os alunos será um elemento de avaliação. Por isso se propõe aos professores que animem seus grupos a visitar os projetos dos demais participantes e a opinar sobre as informações expostas. Trata-se de aproveitar as enormes possibilidades de aprendizagem e de inter-relação que podem oferecer os blogs. Além disso, a quantidade de visitas que recebe um blog é sintoma de sua popularidade.

A criação de oportunidades e freqüência na renovação de informação, bem como a reação diante de acontecimentos do meio ou achados de informação que os autores compartilham com os leitores.

(CC BY-NC Acervo Educarede Brasil)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *