Orientação para produção de textos II(5ª a 8ª série)

Orientação para produção de textos II
(5ª a 8ª série)

Disciplina:

Língua Portuguesa/Literatura

Ciclo: Ensino Fundamental – 5ª a 9ª
Assunto: Produção de textos
Tipo: Metodologias

Uma aprendizagem efetiva pressupõe a construção sólida de conceitos. Isso significa estabelecer relações de comparação e identificar diferenças e semelhanças entre exemplos, ou seja, comparar fatos e conteúdos, quaisquer que sejam eles. A comparação é necessária para que se possa observar as características do tema em estudo, construindo os conceitos respectivos.

Por exemplo, ao propor aos alunos a produção de um artigo de opinião, é preciso que eles conheçam as características desse gênero. Para tanto, o professor pode trabalhar tais características, realizando duas atividades:

  • A primeira visa a comparação de textos de um determinado gênero com outros de gêneros diversos, para estabelecer diferenças;
  • A segunda tem por objetivo a comparação de textos dentro de um mesmo gênero, para estabelecer semelhanças e aprofundar as observações anteriores.O professor pode solicitar que os alunos comparem uma notícia com uma reportagem e com um editorial, para observar as características que os diferenciam. Isso possibilita o levantamento das características específicas da notícia, tais como:
  • relato de um fato acontecido (no dia anterior — para o caso dos jornais e revistas; em momento anterior — para o caso da Internet, televisão e rádio);
  • texto organizado em um eixo de relevância (dos aspectos mais importantes do acontecido para os detalhes de menor importância);
  • inicia-se por uma manchete (o título da notícia), seguida de um olho (pequeno trecho apresentado abaixo da manchete, em letras menores, no qual ela é um pouco mais detalhada) e do lead (primeiro parágrafo, onde são apresentadas informações relativas ao fato — quando, onde, como e envolvendo quem).No caso de se trabalhar com jornal, é interessante que a comparação seja feita entre gêneros que circulam dentro dele, para que se possa ver que esse veículo comporta textos de gêneros bastante diferentes, como artigo de opinião, reportagem, notícia, anúncio, carta de leitor, editorial, crônica, horóscopo, resenha, edital, nota de falecimento, nota social, entre outros. Assim, pode-se romper com a idéia de que o jornal é um todo homogêneo que contém textos organizados em gêneros semelhantes entre si.

    É importante que as observações feitas na comparação entre textos de diferentes gêneros sejam registradas por escrito (coletiva ou individualmente), para que sejam comparadas com as observações que forem feitas na segunda atividade, de comparação entre textos de um mesmo gênero.

    Como essa proposta tem por objetivo realizar tanto uma generalização quanto um aprofundamento, é interessante que, após o primeiro registro, se procure caracterizar explicitamente o gênero em estudo. Isso pode ser feito por meio da elaboração de um verbete, ao qual se deve voltar depois da segunda atividade para acrescentar informações e reformular o enunciado, aprofundando o conceito.

    Texto original: Kátia Lomba Bräkling
    Edição: Equipe EducaRede

 (CC BY-NC Acervo Educarede Brasil)
27/06/2002

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *