Minimercado

Minimercado

Disciplina:

Matemática

Ciclo: Ensino Fundamental – 1ª a 4ª
Assunto: Problemas com as quatro operações
Tipo: Metodologias

A dramatização de situações cotidianas da vida do aluno pode favorecer a compreensão de conceitos e operações matemáticas pelas crianças de forma contextualizada, significativa e considerando seus conhecimentos prévios.

Montar um minimercado com a classe para experimentar ações de compra e venda é um excelente caminho para o desenvolvimento das habilidades do pensamento quantitativo e cálculos.

Primeiro passo – Como planejar e montar o minimercado

Inicialmente, o professor orienta os alunos para que realizem uma relação de produtos a serem vendidos no minimercado e coletem dados no comércio próximo à escola ou de suas casas, ou mesmo com os pais, para se informarem sobre os preços desses vários produtos. Durante a pesquisa, os alunos deverão guardar embalagens cujos preços foram consultados ou representá-las com caixas, plásticos, vidros etc.

O professor divide a turma em pequenos grupos, atribuindo a cada um deles uma tarefa:

  • separar as embalagens (cereais, frutas, laticínios, limpeza etc.);
  • confeccionar cédulas e moedas;
  • montar a tabela de preços pesquisados e etiquetar as mercadorias;
  • montar prateleiras, balcão, caixa;
  • organizar as embalagens.Segundo passo – Como organizar e definir papéisCom o minimercado pronto, o professor encaminha uma eleição para definir o nome do mercado. Os personagens da dramatização são escolhidos pelos alunos em pequenos grupos – por exemplo, quem vai ser o proprietário, o caixa, o vendedor, o freguês.

    Cada equipe apresenta para a classe uma situação-problema no minimercado. Quando um grupo estiver se apresentando, a classe observa e faz as seguintes anotações:

  • O que o freguês comprou?
  • Quanto pagou?
  • Houve troco ou não?
  • Faltou dinheiro ou não?
  • Houve algum erro de cálculo?É importante que o professor oriente os alunos sobre essas anotações.Terceiro passo – Comentário das dramatizações e síntese

    Ao término da dramatização de cada grupo, o ideal é que o professor sintetize as observações feitas pela classe, problematizando-as e registrando-as na lousa.

    Sugestão de encaminhamento:

  • Quem foi o freguês?
  • O que comprou?
  • Quanto custou cada mercadoria comprada?
  • Qual a quantidade de cada produto comprado?
  • Quanto o freguês apresentou de dinheiro para pagar a compra?
  • Houve troco ou não?Para cada situação dramatizada, o professor deve estimular os alunos para que calculem, identifiquem a operação matemática para cada situação e registrem a frase ou o cálculo matemático. Por exemplo:
  • O dinheiro foi suficiente para comprar tudo que o freguês escolheu?
  • Como posso saber isso?
  • Por quê?
  • Como vamos calcular se houve troco ou não?
  • Que operação precisa ser feita para saber isso?
  • Que operação (conta) devemos fazer para saber quanto o freguês gastou?
  • Como escrever esta operação?Pela reflexão das ações vividas e pelo diálogo desafiador, o professor pode trabalhar cálculo, representações matemáticas, dobro, triplo, dúzia, medidas de capacidade (lista de compras, unidade, peso, litro), sistema monetário. Além disso, o professor pode incluir assuntos de outras áreas do conhecimento.É interessante que a avaliação final sobre a atividade seja feita coletivamente, mas o professor deve ter clareza dos aspectos matemáticos que deseja priorizar e verificar se os alunos aprenderam os conceitos ou não.

    Fonte:
    Revista do Professor. Rio Pardo – RS, CPOEC, ano XII, no 48, 1996.

    Texto original: Vera Lúcia Moreira
    Edição: Equipe EducaRede

(CC BY-NC Acervo Educarede Brasil)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *