Inclusão Digital

Aprendiz
http://www.aprendiz.org.br
A Associação Cidade Escola Aprendiz é uma organização não-governamental fundada pelo jornalista Gilberto Dimenstein em 2001. A entidade mantém um projeto que atua na alfabetização digital para professores e alunos de escolas estaduais de São Paulo. O leitor, ao acessar o portal Aprendiz, encontrará um vasto noticiário sobre os temas da educação, inclusão digital, cidadania, mídia e eventos. Também disponibilizam guia de empregos, colunas assinadas e links de interesse para professores e alunos.
Casa Brasil / Governo Federal
http://www.casabrasil.gov.br/
A Casa Brasil é um projeto do Governo Federal que tem como principal objetivo reduzir a desigualdade social em regiões de baixo Índice de Desenvolvimento Humano, levando para esses locais um espaço que privilegia a formação e a capacitação em tecnologia aliada à cultura, arte, entretenimento e participação popular. As unidades do Casa Brasil possuem estrutura modular que contém telecentro, sala de leitura, auditório, estúdio multimídia e laboratório de divulgação de ciências e informática. A Casa Brasil trabalha com a noção de “Emancipação Digital”, ou seja, entende que a comunidade deva se apropriar deste espaço, transformando-o em espelho cultural do local em que foi implementado. O leitor que acessar o portal da Casa Brasil encontrará um blog com informações atualizadas sobre o projeto.
CEMINA
http://www.cemina.org.br
O Cemina busca promover a inclusão digital das mulheres. A organização mantém a “Rede Cyberela”, iniciativa criada a partir de cursos de capacitação em rádio e tecnologias de informação e comunicação. O projeto teve o apoio do Ministério do Planejamento para a doação de antenas de satélite que permitissem o acesso à banda larga. A formação da rede é uma das estratégias do Projeto de Inclusão Digital de Mulheres Comunicadoras. No site da organização, o internauta encontra informações sobre esta e outras iniciativas do Cemina, além de noticiário sobre o tema da inclusão das mulheres.
Centro de Estudos e Memória da Juventude
http://www.cemj.org.br
O Centro de Estudos e Memória da Juventude é uma organização não-governamental especializada no tema da juventude. Reúne historiadores, cientistas sociais, jornalistas e outros profissionais que trabalham com o tema. Desenvolve diversas ações educativas e de inclusão social junto aos jovens, como cursinhos populares e de qualificação profissional.
Cidade do Conhecimento / USP
http://www.cidade.usp.br
A Cidade do Conhecimento da Universidade de São Paulo tem por compromisso criar, planejar e desenvolver projetos de emancipação digital, estabelecendo redes digitais colaborativas, que conectam a Universidade de São Paulo, Centros de Pesquisa Internacionais e Pólos Regionais. A Cidade do Conhecimento trabalha com o conceito de “Emancipação Digital”, em oposição à noção de “Inclusão”, pois acredita que a emancipação corresponde à pesquisa, desenvolvimento e inovação nos modelos de produção, compartilhamento e distribuição de conhecimentos aplicados à solução de problemas. As chamadas “Redes Digitais Colaborativas” envolvem indivíduos, instituições de ensino e pesquisa, organizações não-governamentais, governo e empresas, e funciona como a base de sustentação dos projetos desenvolvidos pela Cidade do Conhecimento.
Comitê para Democratização da Informática
http://www.cdi.org.br
O Comitê para Democratização da Informática (CDI) é uma organização não-governamental. Por meio de suas Escolas de Informática e Cidadania (EIC), criadas principalmente em parceria com organizações comunitárias, o CDI implementa programas educacionais no Brasil e no exterior com o objetivo de mobilizar os segmentos excluídos da sociedade para a transformação da sua realidade. As escolas seguem o conceito de “escola não-formal”. Atualmente, são 840 EICs distribuídas em 19 estados brasileiros e oito países. No site da instituição encontram-se informações sobre a Rede CDI, formada por CDIs Regionais e Internacionais. A página explica como uma comunidade pode criar um novo CDI ou uma EIC, dentro ou fora do País.
Computadores para a Inclusão / Governo Federal
http://www.governoeletronico.gov.br/projetoci
O projeto Computadores para a Inclusão do Governo Federal funciona como um sistema nacional de recondicionamento de computadores usados doados pelas iniciativas pública e privada. As máquinas são recuperadas por jovens de baixa renda em formação profissionalizante e distribuídos a telecentros, escolas e bibliotecas de todo o território nacional. Existem três Centros de Recondicionamento de Computadores funcionando em caráter piloto em Porto Alegre (RS), Brasília (DF) e Guarulhos (SP), totalizando 234 jovens aprendizes em formação. Até abril de 2007, estas oficinas produziram 683 computadores recondicionados, dos quais 283 foram doados a 25 escolas, bibliotecas, telecentros e outras iniciativas de inclusão digital.
Comunitas – Parcerias para o Desenvolvimento Solidário
http://www.redejovem.org.br
A Rede Jovem é uma iniciativa de inclusão digital do Comunitas – Parcerias para o Desenvolvimento Solidário. O objetivo do projeto é oferecer à juventude oportunidades de familiarização e aprofundamento no uso de novas tecnologias de comunicação e informação. Atua nas periferias das áreas metropolitanas do país e tem como atividade principal o estabelecimento de telecentros (Espaços Jovens) voltados para a juventude. Cada espaço possui em média oito computadores conectados à Internet e, para atender ao público, dois jovens monitores e alguns voluntários que auxiliam na organização das salas e na realização de oficinas. O site do projeto funciona como o ponto de encontro virtual e oferece oportunidade de expressão ao público excluído da Internet. Há 14 mil endereços eletrônicos gratuitos em utilização e mais de 1.300 blogs criados e atualizados, gratuitamente, por jovens internautas.
CPqD
http://www.cpqd.com.br
O Centro de Pesquisa e Desenvolvimento (CpqD) é uma fundação privada localizada em Campinas, no estado de São Paulo. Como pólo de desenvolvimento tecnológico, colabora na criação da infra-estrutura interna de telecomunicações. Desde 2000 participa mais fortemente do mercado internacional como provedor de soluções de tecnologia de convergência. O site da fundação fornece informações sobre seus projetos, clientes, produtos e soluções de telecomunicações para a inclusão digital. Nesta página web o leitor também encontra relatórios e notícias relacionados com o tema.
Fundação Banco do Brasil / Governo Federal
http://www.fbb.org.br/inclusao-digital/projetos/estacoes-digitais/
O programa Estação Digital é mantido pela Fundação Banco do Brasil e tem por objetivo aproximar o computador da vida de estudantes, donas-de-casa e trabalhadores. Desde 2004 foram instaladas 186 unidades equipadas com computadores pelo Brasil.
Fundação Pensamento Digital
http://www.pensamentodigital.org.br
A Fundação Pensamento Digital é fruto da mobilização de voluntários, empresas e universidades para a promoção de projetos educacionais por meio do uso das tecnologias da informação e comunicação. A entidade mobiliza uma rede de parceiros para promover a reutilização de computadores em organizações sem fins lucrativos focadas na promoção de desenvolvimento de comunidades de baixa renda. As organizações beneficiadas recebem computadores e orientação para apropriação da tecnologia de forma gratuita e têm, como compromisso com o programa, participar da Rede de Cooperação Digital. Pela Rede de Cooperação Digital, as organizações interagem compartilhando idéias e projetos.
Governo do Paraná
http://www.celepar.pr.gov.br
A Companhia de Informática do Paraná (Celepar) é uma sociedade de economia mista que presta serviços de consultoria em diversas áreas, entre as quais tecnologia da informação, rede de comunicação de dados, administração de ambientes informatizados e também inclusão digital.
IBM Brasil
http://www.ibm.com/br/ibm/ccr/index.phtml
A IBM Brasil mantém uma série de projetos na área de responsabilidade social e inclusão digital desde 1917, quando iniciou suas atividades no Brasil. Os projetos utilizam a tecnologia IBM para a promoção da inclusão social e da cidadania nas áreas de Educação, Saúde, Comunidade e Diversidade.
Instituto Aliança
http://www.institutoalianca.org.br
O Instituto Aliança é uma organização não-governamental que apóia a inclusão digital. A idéia da iniciativa é contribuir para a formação e inserção profissional de jovens com foco em tecnologias da informação e nas vocações locais.
Instituto Consulado da Mulher
http://www.consuladodamulher.com.br
O Instituto Consulado da Mulher, associação sem fins lucrativos, é o principal investimento social da Whirlpool S.A. e tem por objetivo promover a cidadania e a emancipação feminina por meio da capacitação da mulher e do incentivo à geração de trabalho e renda. Por meio de seu site, busca promover também a inclusão digital de mulheres. A página contém notícias, histórias de vida e guia para o voluntariado.

Instituto Curitiba de Informática
http://www.ici.curitiba.org.br
O Instituto Curitiba de Informática (ICI) é uma empresa privada paranaense com atuação em todo o território nacional. Os projetos elaborados pelo ICI atendem a pontos fundamentais da administração pública, como a área de conectividade, tecnologia da informação, comunicação, relações com o cidadão e responsabilidade social.
Instituto Dom Bosco
http://www.idb.org.br/materias.php?cd_secao=24&codant=
O Instituto Dom Bosco promove a inclusão digital de jovens por meio do “Clube do Computador Dom Bosco”. O projeto funciona no bairro do Bom Retiro, na cidade de São Paulo, e está voltado para crianças e jovens com idade entre 10 e 18 anos.
Instituto Efort
http://www.institutoefort.org.br
O Instituto EFORT é uma associação civil de direito privado, sem fins lucrativos, localizada na cidade de São Paulo. Seu foco de trabalho é a ação social, cultura, educação, pesquisa e desenvolvimento em energia, meio ambiente, recursos hídricos, informática e telecomunicações. A entidade oferece cursos gratuitos de inclusão digital para crianças a partir de 8 anos de idade, jovens de baixa renda, adultos em geral, pessoas com necessidades educativas especiais como deficientes auditivos, mentais, visuais, físicos e múltiplas e idosos.
Instituto Elo Amigo
http://www.eloamigo.org.br
O Instituto Elo Amigo é uma organização não-governamental do Ceará focada em fortalecer o desenvolvimento do semi-árido cearense. Por meio de seu Centro de Resultados Tecnologia da Informação, o Instituto desenvolve ações voltadas à democratização do acesso às tecnologias de informação e comunicação e à integração destas com o desenvolvimento humano, local e sustentável, contribuindo para a implantação de redes de comunicação entre as localidades e permitindo à população acessar informações como também produzi-las e disseminá-las para a região e o mundo.
Instituto Stefanini
http://www.stefanini.org.br
O Instituto Stefanini tem como foco central o ensino da informática. É mantido pela empresa Stefanini IT Solutions e ambiciona promover a inclusão digital como elemento facilitador de acesso ao primeiro emprego, a inserção e reinserção do jovem e do adulto em situação de vulnerabilidade no mercado de trabalho, assim como a atualização do trabalhador para manutenção do emprego. O site apresenta os cursos e atividades oferecidos pela instituição.
Observatório Nacional de Inclusão Digital / Governo Federal
http://www.governoeletronico.gov.br/onid
O Observatório Nacional de Inclusão Digital (ONID) é mantido pelo Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão em parceria com outras entidades. No site do observatório o internauta encontra informações sobre todos os programas de inclusão digital do governo federal, notícias, links e indicações de eventos. O ONID também trabalha na seleção de materiais de referência, como diretrizes, documentos, manuais, estudos e experiências de sucesso, para compartilhar melhores práticas entre os interessados no tema.
Oi Futuro
http://www.oifuturo.org.br/site#/pt-br/educacao/conecta
O Instituto Oi Futuro tem especial atenção às cidades de menor Ìndice de Desenvolvimento Humano. Um dos projetos mantidos pela entidade e que incide no campo da inclusão digital é o “Conecta”. O “Conecta” funciona como uma comunidade virtual de aprendizagem pensada para professores e alunos da rede pública.
Pontos de Cultura / Governo Federal
http://www.cultura.gov.br/culturaviva
O Programa Cultura Viva, do Ministério da Cultura, com o objetivo de apoiar iniciativas culturais locais e populares, criou os chamados “Pontos de Cultura”. Os pontos possuem equipamentos e fomentam a formação de agentes locais para produção e intercâmbio de vídeo, áudio, fotografia e multimídia digital com uso de software livre e conexão via satélite à Internet.
Portal dos Professores da UFSCar
http://www.portaldosprofessores.ufscar.br./
O Portal dos Professores da UFSCar é dirigido para profissionais da área educacional e áreas afins. O objetivo do site é o desenvolvimento de um conjunto de projetos e atividades em um espaço virtual voltado para o atendimento das necessidades formativas de professores de diferentes níveis e modalidades de ensino. Está vinculado ao Programa de Apoio aos Educadores: Espaço de Desenvolvimento Profissional, sob a responsabilidade de docentes da UFSCar, única universidade federal localizada no interior do Estado de São Paulo.

Também encontrado em: Educadores, Grupos de Discussão, Material de Referência, Projetos Educacionais
Prefeitura de Piraí
http://www.piraidigital.com.br
O programa Piraí Digital é um projeto de inclusão digital da Prefeitura de Piraí, município do Estado do Rio de Janeiro. O objetivo do projeto é favorecer a democratização do acesso aos meios de informação e comunicação, gerando oportunidades de desenvolvimento econômico e social aos munícipes.
Prefeitura de Porto Alegre
http://www.telecentros.com.br
A Prefeitura de Porto Alegre assumiu o combate à exclusão como política pública e desenvolveu o Programa Telecentros, que está levando de forma gratuita conexão à internet e conhecimento de informática às famílias de todas as regiões da cidade.
Programa Acessa São Paulo de Inclusão Digital / Governo de São Paulo
http://www.acessasaopaulo.sp.gov.br
Acessa São Paulo é o programa de inclusão digital do Governo do Estado de São Paulo, coordenado pela Secretaria de Gestão Pública, com gestão da Prodesp, Companhia de Processamento de Dados do Estado de São Paulo – Diretoria de Serviços ao Cidadão. Instituído em julho de 2000, o Programa Acessa São Paulo oferece para a população do Estado o acesso às novas tecnologias da informação e comunicação (TIC’s), em especial à internet, contribuindo para o desenvolvimento social, cultural, intelectual e econômico dos cidadãos paulistas. Para atingir seus objetivos, o Programa Acessa São Paulo abre e mantém espaços públicos com computadores para acesso gratuito e livre à internet. Para ver como são as unidades do AcessaSP, visite o Catálogo dos postos e o Fotolog do AcessaSP.
Rede Saci
http://www.saci.org.br
A Rede SACI é uma rede eletrônica para difusão de informações sobre deficiência em âmbito nacional que busca estimular a inclusão social e digital das pessoas portadoras de deficiências mental, física, visual, auditiva, orgânica e múltipla. A atuação da rede acontece no site da instituição e nos Centros de Informação e Convivência (CICs), locais com computadores, softwares adaptados e monitores especializados em ministrar cursos de informática para portadores de deficiência. O site da organização disponibiliza informações sobre “acessibilidade na web”, fornecendo dicas acerca de como conceber produtos, meios de comunicação e ambientes para serem utilizados por todas as pessoas, o maior tempo possível, sem a necessidade de adaptação.
Telecentros de Informação e Negócios / Governo Federal
http://www.telecentros.desenvolvimento.gov.br/index.php
Os Telecentros de Informação e Negócios do Governo Federal funcionam como salas de informática em associações empresariais, prefeituras, entidades sem fins lucrativos e instituições do terceiro setor, entre outras. Articula doação de equipamentos, apóia sua implantação junto aos projetos cadastrados, e disponibiliza conteúdos voltados a estes públicos por meio de portal. As instituições contempladas devem viabilizar a implantação dos equipamentos, bem como a gestão e administração dos espaços por meios próprios.
Unesco
http://www.unesco.org.br
A Organização das Nações Unidas para a Educação (Unesco) tem trabalhado pela inclusão digital nas comunidades pobres dos países em desenvolvimento e nos países em transição política, promovendo o uso de tecnologias da informação e comunicação em nível comunitário e combinando seu potencial com as mídias tradicionais.
Viva Rio / Viva Favela
http://www.vivario.org.br
Criado em julho de 2001, o portal cobre áreas de cultura, emprego, esportes, serviço, diversão, economia e cotidiano. Publica notícias de interesse das comunidades em tempo real.

 

(CC BY-NC Acervo Educarede Brasil)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>